Prefeitura de Extrema adquire 16 mil metros na Serra da Mantiqueira para o Projeto “Parque Ecológico Ajuruoca”.

Redação - Cláudio Coutinho26 de maio de 20206min0
O vereador Leandro Marinho postou um vídeo sobre o projeto. Nossa reportagem ouviu a opinião dele.

O turismo, um importante transformador de economias e sociedades, promove inclusão social, gera oportunidades de emprego e renda. Quando seus gestores investem de forma adequada o setor passa a alavancar a economia, especialmente quando são implantadas infraestruturas necessárias como hotéis, rodovias, meios de comunicação, áreas de laser em espaços estratégicos em áreas que são de belezas naturais.

Ajuruoca

Antiga e saudosa “Ajuruoca” é parte de projetos que visam o fortalecimento do turismo em Extrema. Coqueluche dos anos 80 no Sul de Minas, o aprazível local conhecido pelo nome de Ajuruoca localizado na Serra da Mantiqueira é uma das maiores apostas que integram atualmente a oferta turística da cidade. Atualmente com formato de parque municipal, o espaço passa por uma grande revitalização que trabalha o bucólico, o acesso e a estrutura que transformarão o local em um Parque Ecológico.

A área

Incrustada numa das janelas verdes mais vivas da Serra da Lopo, a área recebeu o plantio de 840 árvores nativas com o objetivo de fortalecer o internacional projeto Conservador das Águas. São 16 mil m2 de área verde que oferecem ao visitante um leque variado de atrações que envolvem o lazer, a recreação, o contato direto com a natureza sem agredir o meio ambiente e a oportunidade de um passeio familiar em um local que fica distante a apenas cinco minutos da região central da cidade. A Secretaria de Turismo da Prefeitura trabalha um planejamento diferenciado na projeção de mais este parque municipal com base numa formatação de desenvolvimento sustentável

Opinião de quem viveu momentos agradáveis no local

Leandro Marinho, presidente da Câmara, falou sobre o projeto. Para ele, “o Parque Municipal da Ajuruoca é uma das grandes atrações turísticas não somente de Extrema, mas da região sul-mineira. Lá são respeitados todos os recursos naturais que envolvem a fauna e a flora, além de proteger uma área nativa que sempre serviu de destino turístico para as nossas famílias. Quando criança frequentava a Ajuruoca com os meus pais e irmãos e hoje vejo este belíssimo local sendo cuidado com carinho e passando por uma reestruturação necessária. É, sem sombra de dúvidas, uma parada obrigatória e de encontro das famílias extremenses. O novo projeto é belíssimo e certamente ofertará mais qualidade de vida a nossa comunidade”, e acrescentou: “Passando este período de isolamento social em virtude do novo coronavírus, em breve, a população poderá frequentar novamente o local. Além de proteção ao meio ambiente e oferecer uma estrutura condizente à demanda turística, estamos zelando por um patrimônio que resiste ao tempo e que conta a história da nossa cidade. É uma memoria viva, cheia de lembranças e que faz parte do nosso presente”, finalizou Leandro Marinho.

Revitalização

A revitalização do Parque da Ajuruoca conta com o acompanhamento de execução pelo Conselho Municipal de Turismo (COMTUR). Além das centenas de árvores nativas, está sendo feita a troca do piso por pavimento por ecológico “intertravado” (um tipo de pavimento formado por blocos de concreto). Calçadas paralelas serão construídas em todo o acesso ao parque.

Rota dos Ventos

Por pertencer à Rota dos Ventos e seguir os parâmetros estabelecidos no Programa Regionalização Roteiros do Brasil, do Ministério do Turismo (Mtur), o parque vai servir também de apoio no fomento às ações de implantação da Estrada Turística Serra do Lopo, outro atrativo que liga o município às rampas de voo livre e à cadeira produtiva do setor, além desservir de interligação às cidades vizinhas.

Outras atrações

Faz parte do Projeto que consolidará o “Parque Ecológico Municipal da Ajuruoca” a exposição de obras do artista plástico internacional Alfredo Mucci. O mosaicista viveu em Extrema e projetou as suas obras de cobra martelado em locais públicos, no Santuário de Santa Rita de Cássia e outros espaços. O portal de entrada, a bica, o restaurante e a capelinha, que serão construídos in memória ao artista, completarão este lindo cenário de lazer.

Vejam imagens do local no inicio da reportagem.

Fonte: Gabinete do vereador

Redação - Cláudio Coutinho