EDITORIAL – Quais seriam as intenções de usar matéria publicada por Nosso Portal de Notícias para justificar suas ações?

Redação - Cláudio Coutinho23 de maio de 20203min0
Um vereador pode e deve fiscalizar, mas que faça isso com suas próprias iniciativas, use os recursos legais e não envolva trabalho de terceiros

Fomos surpreendidos no ultimo dia 22 com postagem feita no espaço face book onde um vereador usa reportagem veiculada em nosso Portal de Noticias no dia 6 de maio passado, cujo tema versou sobre o Hospital Municipal de Extrema.

A falta de respeito e de ética está extrapolando os limites da democracia e a serviço de não sabe do que, pessoas agem impensadamente fazendo da politica um jogo sujo que certamente não é o interesse da sociedade.

Disputas políticas são lídimas e são de extrema importância para o fortalecimento do Estado de Direito na sociedade. O que não se pode admitir é que disputas políticas sejam usadas para tramar e urdir artifícios insanos nos mais pútridos corredores da “politicagem”, usando terceiros que nada tem a ver com seus problemas políticos, para tentar implantar “guerrinhas” que na sua maioria visam tentar obter para si buscar visibilidade e vantagens espúrias.

Até quando vamos ver a politica sendo arrastada para um lamaçal que só visa o poder pelo poder? Como podemos ter esperança de um mundo melhor? Até quando homens vão continuar na insana luta de olhar mais para seu umbigo e esquecer-se de seus semelhantes que sofrem na caminhada da vida e inocentemente depositam voto de confiança neles? A atitude do político usando em benefício próprio nossa reportagem é uma agressão à democracia, especialmente quando distorce a informação dada e “troca palavras contidas no texto”, “não cita a fonte de seu uso” e tenta justificar posteriormente declarando erro de ortografia.

Ele pode e deve fiscalizar, mas que faça isso com suas próprias iniciativas, use os recursos legais e não envolva trabalho de nosso Portal para embasar sua tênue justificativa de que estava fiscalizando. Para fiscalizar não precisa fazer convite chamando o povo para participar. E se foi somente um convite para visitar certamente deveria saber que as visitas devem ser feitas com autorização e que uma invasão de pessoas a um local tão importante como aquele não seria permitido até por questões de segurança. Esperamos que tenha sido esta a última ação do vereador fazendo uso de terceiros, distorcendo a seu bel prazer textos publicados para atingir seus objetivos, sejam lá quais forem eles.

Esta a opinião do Portal de Noticias Sul de Minas Na Web

Redação - Cláudio Coutinho


    Deixa um Comentário

    Seu email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *