Extrema: Integrantes do Parlamento Jovem refletem sobre questões ambientais e desenvolvimento econômico

Redação - Cláudio Coutinho9 de fevereiro de 20204min0
A Câmara de Extrema participa deste importante projeto que é desenvolvido em etapas municipais, regionais e estadual

O Parlamento Jovem de Minas (PJ Minas) é um programa de formação política de estudantes do ensino médio, promovido pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) em parceria com câmaras municipais e que em 2020 chega à sua 17º edição. Neste ano os jovens analisarão um tema dos mais importantes e polêmicos no Estado: meio ambiente e desenvolvimento sustentável.

Participam desta edição 114 câmaras do interior do Estado, cerca de trezentas escolas públicas e privadas e centenas de estudantes. A Câmara de Extrema também participará deste importante projeto que é desenvolvido em etapas municipais, regionais e estadual (realizada em Belo Horizonte, quando ocorre a conclusão dos trabalhos). Todas as etapas ficam registradas na página do PJ Minas no Portal da ALMG e nas redes sociais do PJ Minas e dos municípios, além dos canais de comunicação do Legislativo de Extrema.

Ao final, as propostas elaboradas e votadas pelos estudantes são encaminhadas à Comissão de Participação Popular da ALMG e podem se transformar em propostas de ação legislativa, com vários desdobramentos práticos dentro do Parlamento Mineiro. Como já ocorreu em edições anteriores, que discutiram temas como a violência contra a mulher (2018) e a discriminação étnico-racial (2019). Desde a fase preparatória, quando são realizadas oficinas nos municípios, até a Plenária Estadual, o tema deste ano deve ser tratado com os estudantes de forma propositiva, tendo como foco a busca de soluções e alternativas econômicas, políticas e jurídicas que minimizem os impactos das atividades socioeconômicas no meio ambiente.

PARTICIPAÇÃO E PROTAGONISMO PARA MUDAR A REALIDADE

A cada ano, os professores e servidores das câmaras municipais que atuam como coordenadores do projeto estudam e discutem o tema com os alunos. Sobretudo, procuram estimular e acompanhar o crescimento desses jovens, em termos de consciência sobre a política e sobre o protagonismo que eles mesmos podem exercer.

Para 2020, o foco será dividido em três subtemas: Mudanças climáticas e proteção da biodiversidade; Práticas sustentáveis e desenvolvimento econômico e Recursos hídricos e saneamento básico. As discussões também são regionalizadas e o foco das sugestões pode mudar de cidade para cidade, o que torna o resultado ainda mais rico.

Danilo de Morais, vereador de Extrema, disse que a participação da comunidade escolar é fundamental. “Educação é assunto sério e quando tratamos das questões ambientais e do desenvolvimento sustentável, a cidadania torna-se completo nesta fundamental ferramenta de gestão social. Trabalhar com políticas públicas voltadas para o desenvolvimento das futuras gerações é pauta prioritária”, frisou o vereador.

Fonte: Ascom Câmara de Extrema

Redação - Cláudio Coutinho


    Deixa um Comentário

    Seu email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *